A força do setor cultural: 14 espaços se unem para gerar 300 empregos e ampliar acesso à arte

Espaços tem em comum a atuação sociocultural, a defesa do direito à cultura e a promoção de cidadania. Agora, farão série inédita de ações para as oito comunidades em que estão Uma iniciativa colaborativa, proposta pela associação do Teatro Mapa’ti, fez o mapeamento dos territórios do DF em que estão inseridos 14 espaços culturais. Agora, em 2021, é a segunda etapa do “Territórios Culturais”: a … Continuar lendo A força do setor cultural: 14 espaços se unem para gerar 300 empregos e ampliar acesso à arte

“3 Mulheres Baixas” está de volta no mês da mulher

Peça é manifesto contemporâneo sobre o feminino e faz curta temporada na Casa dos 4, no fim de semana do #8M A peça “3 Mulheres Baixas” é uma aventura pessoal e coletiva. O texto teve redação final do diretor e dramaturgo Alexandre Ribondi a partir de conversas e risadas com as atrizes Luisa de Marillac, Helen Cris e Monique Alvarenga – são elas que entram … Continuar lendo “3 Mulheres Baixas” está de volta no mês da mulher

“A Caixa de Ayla – O Musical” estreia no Sesc Garagem

Música, teatro e arte-tecnologia envolvem o espectador em um universo fantástico de seres místicos da floresta e personagens cotidianas de uma pequena cidade do interior Ayla, personagem central do espetáculo, cria histórias e coleciona lembranças guardadas em caixas e é de uma delas que a pequena menina retira um de seus criativos contos, a ser narrado no espetáculo. Tudo se inicia com a chegada de … Continuar lendo “A Caixa de Ayla – O Musical” estreia no Sesc Garagem

CCBB reabre teatro com espetáculo “Vigiar e Punir”

Adaptação da obra do francês Michel Foucault, espetáculo utiliza marionetes inspiradas nos quadros de Goya e nas imagens de Bosch para provocar reflexão sobre o conceito de normatividade   A Companhia Caravan Maschera, de Atibaia (SP), traz ao CCBB Brasília, pela primeira vez, o espetáculo “Vigiar e Punir: um soldado beijava a boca de Foucault na escada da escola”. As apresentações ocorrem de 21 a … Continuar lendo CCBB reabre teatro com espetáculo “Vigiar e Punir”

Zé Celso, anistiado

Morillo Carvalho Na direção do espetáculo Roda Viva, escrito por Chico Buarque, o dramaturgo José Celso Martinez Corrêa – um dos mais importantes do Brasil – assistiu (e sentiu) ao que podia haver de mais cruel na ditadura militar. Era 1968, e o Comando de Caça aos Comunistas entrou no teatro em dia de encenação, destruindo parte do cenário e agredindo a todo o elenco, … Continuar lendo Zé Celso, anistiado

Balança, Cena!

O Cena Contemporânea 2008 se foi. Deixou gostinho de quero mais, saudades e exaustão. Pela última semana, acompanhar o festival internacional de teatro de Brasília tornou-se uma experiência tão intensa e profusiva, as informações eram tantas, tantos eram os formatos, formas e conjuntos de surpresas, que escrever ao fim da noite poderia tornar-se insalubre a uma mente desgastada com tantos confrontos criativos. Participei da Oficina … Continuar lendo Balança, Cena!

Clássico contemporâneo

Édipo, Jocasta, luxúria, pecado, lascividade. Pra lá de conhecida, a obra de Sófocles (Édipo Rei) ganha hoje (1°), em Brasília, contornos mais que sedutores. Lapidada pelo talentoso Hugo Rodas, diretor de renome e que provoca verdadeiro terremoto por essas paragens de cerrado amarelo da seca, a trama ganha vida nos corpos dos igualmente talentosos Adriana Veloso e Thiago Benetti. No palco, a clássica história da … Continuar lendo Clássico contemporâneo

Gargalhadas à vista!

O bom humor está consolidado nos palcos brasilienses há tempos. Desde a ascenção dos Melhores do Mundo, inúmeras outras companhias de comédia surgiram no cenário teatral brasiliense, colocando a cidade no status de capital do riso, ao lado do título hour concour de capital do rock. Em breve, muito breve (muito mesmo), vai acontecer mais uma invasão de engraçadinhos no quadradinho: o Teatro dos Bancários … Continuar lendo Gargalhadas à vista!

Fronteiras, de Santiago Serrano

Começo este texto agradecendo a atenção que a produtora Nalva Sysnandes deu ao Drops Culturais. Ela pôde perceber que nosso objetivo é mostrar ao povo brasiliense e que aqui, em Brasília, também há arte. Ao longo das coberturas, Drops irá mostrar essa arte com olhar diferente – bem além de uma simples divulgação de evento. Nalva Sysnandes é produtora do espetáculo Fronteiras que entrou em … Continuar lendo Fronteiras, de Santiago Serrano