Clássico contemporâneo

Édipo, Jocasta, luxúria, pecado, lascividade. Pra lá de conhecida, a obra de Sófocles (Édipo Rei) ganha hoje (1°), em Brasília, contornos mais que sedutores. Lapidada pelo talentoso Hugo Rodas, diretor de renome e que provoca verdadeiro terremoto por essas paragens de cerrado amarelo da seca, a trama ganha vida nos corpos dos igualmente talentosos AdrianaContinuar lendo “Clássico contemporâneo”