That’s a shame

Eu e minha velha mania de jogar confete. Talvez por ainda teimar em acreditar nas coisas boas. Ocorre que retomei esse blog dizendo que o ano tava começando e fazendo a Regina Casé, ou seja, vindo com tudo. Agora, constato (e não é novidade), que o ano começa fazendo o Boris Casoy, ou seja, na … Continue lendo That’s a shame