Museu da Língua Portuguesa reabre com exposição ‘Língua Solta’

Depois de mais de cinco anos fechado por causa de um maldito incêndio, museu dedicado à Língua vai reabrir com exposição que une arte contemporânea e palavras Foi terrível aquele 21 de dezembro de 2015. Mas, ao menos, não tínhamos alguém que respondesse algo como “já está feito, já pegou fogo, quer que faça o quê?”, como fez o então candidato e atual presidente do … Continuar lendo Museu da Língua Portuguesa reabre com exposição ‘Língua Solta’

Os detalhes do Rei

foto: divulgação

Michel Medeiros 

Interatividade. Este é o forte da exposição “Roberto Carlos – 50 anos de música”. Aberta desde 6 de março na Oca do Parque Ibirapuera em São Paulo, além de retratar detalhes da vida do cantor mais popular da música brasileira, a mostra esbanja tecnologia. O programa é uma boa opção para quem passar pela capital paulista até 09 de maio.

Para os fãs do “Rei”, a exposição é uma oportunidade de estar mais próximo do ídolo. São centenas de objetos como roupas, troféus, presentes e carros usados por Roberto Carlos. Em nove telas de computador, é possível ouvir músicas de 90 discos, num total de 984 canções. Logo na entrada do prédio, o tão desejado Calhambeque azul – o original. Em um dos salões, uma das réplicas do automóvel está à disposição dos visitantes para fotos.

Porém, mais que observar, que tal fazer parte das comemorações deste cinquentenário? Esta é uma das propostas da curadoria. Além de conhecer um pouco mais da trajetória de Roberto, é possível registrar a admiração pelo artista ou, simplesmente, brincar de ser cantor. Entre as possibilidades, gravar um trecho da canção “Eu quero apenas” – aquela da frase, “eu quero ter um milhão de amigos…”. -E nós “queremos apenas” que você continue lendo…->

Ecologia, por uma eco-legal

Quatro décadas atrás, os conceitos de ecologia e de defesa do meio ambiente, certamente, ainda não eram bem formulados. Poucos, naquela época, falavam nisso, aliás. Época em que o desenvolvimento avançava sobre os recursos naturais disponíveis sem maiores repercussões – tudo bem que ainda hoje a indústria está se fodendo para o meio ambiente, mas naquela época, ela (e a sociedade, de um modo geral) … Continuar lendo Ecologia, por uma eco-legal