Vai um refri aí?

Vira e mexe o cara ressuscita. Ou melhor, ressuscitam Renato Russel, que só tornou-se o ícone Renato Russo depois de confirmar que “Russel” é sinônimo de cacofonia e de coisa ridícula – esse era o nome artístico que ele queria adotar. Faz 12 anos que só deu pra ouvir, foi aquela explosão – e eleContinuar lendo “Vai um refri aí?”