Receituário: semana da alma feminina

imagem: honeyjew, no Flickr.

imagem: honeyjew, no Flickr.

É a semana do 8 de março! É a semana da alma feminina! Atrações culturais DF afora pipocam com o tema “mulher”. Neste receituário, um brinde a quem transforma a alma delas em criações do espírito inesquecíveis. Viva (a) mulher! E no receituário da semana, tem ainda Chico Buarque, Carlos Casas e mais:

– VACINA: contra o mau humor. Em cartaz, no Espaço Cultural Brasilina (BR 020, km 2,5 lote 03), a TPMs – Temporada de Palhaças Mulheres. A programação começou ontem, com Madame Dolores, a Grande Cartomante!, com a palhaça Madame Dolores. No dia 8, tem “Cabaré misto”, que promete ser um misto de toda a programação, que segue até 1º de abril, com uma novidade a cada fim de semana. Por exemplo, no próximo, a palhaça Matusquela apresenta o Show/De/ParA/cOm/Ou Mágicas – um verdadeiro show de mágicas com cartas, só que o mágico é uma palhaça. Entrada: R$20 (inteira) e R$10 (meia). + infos: 3045-4434 e 3045-6434.

– PÍLULA: do dia seguinte, e do dia anterior e do mesmo dia. São os filmes da mostra CCBB em cartaz: Mulheres alucinadas. As exibições ocorrem, a partir de hoje, na sala Alberto Nepomuceno do Teatro Nacional e, a partir de amanhã, no Centro Cultural Banco do Brasil. Na primeira sala, clássicos como Mulheres à beira de um ataque de nervos, Thelma e Louise, Bonequinha de Luxo (com Audrey hepburn, em destaque) e Corra, Lola, Corra. No CCBB, Engraçadinha, De Repente no Último Verão e Betty Blue. Tudo 0800.

– DROPS: pra alegrar o dia. O show da paulista Tiê, na Caixa Cultural, vai apresentar músicas como “Pra alegrar o meu dia” e “Você não vale nada”, versão flamenca da música do Calcinha Preta. É amanhã e depois, às 10h, com ingressos a R$20 (inteira) e R$10 (meia).

– MUSICOTERÁPICOS: chicanos. É o show da banda pernambucana Seu Chico, que canta a história musical de Chico Buarque de Hollanda. É no Liberty Mall, sábado, às 23h, a R$30 (inteira) e R$25 com o nome na lista (prime.listabsb@gmail.com).

– COLÍRIOS: finalizantes. Chega a Brasília o Festival Multiplicidade Imagem Som Inusitados, no Instituto Cervantes. De cara, apresenta a exposição “A Trilogia END” sobre o cineasta espanhol Carlos Casas. Uma retrospectiva dos 10 anos de trabalho dele, pesquisando lugares e vidas extremas do planeta. Abre na quarta-feira, às 19h30, com bate-papo.

 

Receituário: samba da sereia

foto: Rodrigo Paoletti

foto: Rodrigo Paoletti

Todo samba é um canto de amor e luta. A frase é da Juliana César Nunes, de quem tenho o prazer de ser amigo. E é mesmo. Clara Nunes que o diga. Num momento em que o país vivia sob a égide da censura e a impositura dos padrões branco-ocidentais, ela emocionava gente, aos montes, cantando seus sambas made in terreiro. Além de uma justa homenagem a ela, a semana guarda show do Gil, comédia em pé do Evandro Santo e prostituição na Livraria Cultura. Bora:

– VACINA: contra toda e qualquer bad vibe.  É o projeto “Contos de Areia”, que rola no CCBB a partir desta quinta, até o fim do mês, agitando os fins de semana da capital. É uma revisita, ao custo de R$6 (inteira) e R$3 (meia), ao repertório de Clara Nunes, que inclui composições de Chico, Carola e Sivuca.

– VACINA²: pra afastar de mim este cálice. Gil aparece por aqui amanhã, no Festival Internacional de Artes de Brasília. Ao custo de 0800. Só que, já viu, né? Se forem repetir o fiasco da distribuição dos ingressos do Paulinho da Viola, da semana passada, nem recomendo que anime seu coraçãozinho. PS: a distribuição de convites rola amanhã, a partir das 14h, no teatro Nacional. Mas agora o show vai ser no Centro de Convenções, e o governo promete 2,5 mil convites. Eu só acredito…

– PÍLULA: pra afastar (mais ainda) de mim este cálice, pai. O MPB4 se apresenta na Caixa Cultural, sábado e domingo, às 20h e 19h, respectivamente. É que, falando em Cálice, o quarteto tem em seu repertório esse clássico incluso. Ingressos a R$20 (inteira) e R$10 (meia, válida também pra quem doar um livro).

– DROPS: de putaria. Entra em cartaz, essa semana, no CCBB, a peça “Filha, mãe, avó e puta – Uma entrevista”. O texto tem como base o título quase homônimo que é a autobiografia de  Gabriela Leite, ex-garota de programa e uma das primeiras militantes pelos direitos civis da categoria no país. Além disso, é criadora da ONG Daspu. Se a peça for tão interessante quanto o livro, vale demais a pena. Os ingressos custam R$6 (e R$3, a meia). É de quinta a domingo, às 19h30.

Receituário: o fim do mundo?

Alexandre Ribondi. foto: blog do artista

Alexandre Ribondi. foto: blog do artista

Nada a ver essa história de que o mundo vai acabar agora em 2012. Duvideodó. Se acabar, porém, ninguém vai poder vir tirar uma com a minha cara: “viu mané, acabou mesmo. Se ferrou!”.

Então, desafio lançado. Não acaba e ponto. Ainda mais sabendo que, logo de cara, o ano começa com boas promessas para a cidade. Shows a 0800 com Gil, Ney Matogrosso, Paulinho da Viola e Pedro Mariano. E outros mais. E isso com a cidade em janeiro, melhor época do mundo pra aproveitar de verdade uma atração cultural. Por isso, esse papo de fim do mundo é pra Cláudia: aham Cláudia, senta lá.

– VACINA: contra todos os males. É o I Festival Internacional de Artes de Brasília (Festiarte), que vai reunir todos esses artistas que citei, mais um monte de outros, mais teatro, exposições, arte circense, etc. Começa depois de amanhã, só termina em fevereiro e promete ser sensacional. As primeiras atrações são Paulinho da Viola e o grupo Choro Livre, no teatro Nacional, às 20h (quarta!!). Mais informações, clicadinha aqui.

– COLÍRIO: para espantar os males das vistas e das almas. Começa na sexta, na livraria Cultura do shopping Iguatemi, o festival Cultura Mosa de Cinema. Dentre os títulos, Os EUA x Jhon Lennon, Tulpan, Cerejeiras em Flor, Shortbus, O Sol, Sempre Bela, Canções de Amor, Taurus, Você, os Vivos e Horas de Verão. São produções americanas, russas, alemãs, suecas e francesas. Vai até o dia 29/01, com entrada franca, e os horários são diversos. Por isso, querendo mais infos, ligue para 2109-2700.

– PÍLULAS: contra o bicão pra cara fechada. Aliás, pra cair na gargalhada. A nova comédia do veterano dos palcos brasilienses, Alexandre Ribondi, abre a temporada 2012 do Teatro Brasília Shopping nesta sexta (6). Dirigida por Abaetê Queiroz, “A Arte de Dizer Palavrão – Uma p…comédia” fala sobre porquê os palavrões ocupam lugar nobre no dicionário e no cotidiano dos brasileiros. Custa R$40 (inteira) e mais infos estão aqui.

Receituário: songs

foto: publicaciones.net

foto: publicaciones.net

Escolha o que melhor lhe convir e dance. Esse é o convite proposto pelas atrações culturais da semana, que traz pra Brasília Lecy Brandão, Maria Gadú e Jota Quest. E sons londrinos. Muitos sons. Bora? Eis as minhas prescrições para estes sete dias:

– um DROP de shimbalaiê. Show de Maria Gadú, no domingo às 20h, no Centro de Convenções. Os ingressos variam de R$60 a R$120, e estão à venda no http://www.ingressorapido.com.br.

– uma VACINA de lálálá. Show do Jota Quest no sábado, às 22h, na AABB, com participação dos ex-legionários Marcelo Bonfá e Dado Villa Lobos. A entrada custa entre R$50 e R$100.

– um PSICOESTIMULANTE de inglês. Show London Calling, com o Forgotten Boys mandando um Rolling Stones e o Cassino Supernova levando um bom brit pop. É no Arena, às 23h, sábado. Ingressos a R$15, antecipados, no Aloja.com (Brasília Shops).

– uma PÍLULA meio-verde-meio-rosa. Lecy Brandão se apresenta no Teatro Nacional, na quinta, às 20h. A entrada é 0800!!! Interessados já podem retirar seus ingressos na bilheteria do Teatro.

– E o fim: um DROP de literatura+teatro. A escritora Lélia Abramo é a homenageata  de amanhã, no café do CCBB, para o Mitos do Teatro Brasilia.

Don’t stop!

Passando hoje por aqui só pra dizer que eu amo você que em virtude do meu trabalho, estarei em Altamira (PA) de amanhã até sábado, o que vai garantir uma queda dramática de atualizações. Claro, salvo se houver um tempinho por lá para eu degustar da vida cultural do local – aí, prometo escrever a respeito por aqui.

Mas, don’t stop pessoas!

Como estou preparando a viagem (correria, portanto), o meu mini receituário para a semana é:

– Uma boa dose de Erasure, que é um drop de anos 80 pra dar um chega pra lá na nostalgia. É na quinta, no Pontão, com ingressos entre R$100 e R$500. Clientes NET tem desconto de 50%, viu? E podem comprar até 8 ingressos.

– Na sexta e no sábado, você pode tomar boas vacinas de jazz no Bourbon Street Jazz, que é a primeira etapa do Festival de Inverno de Brasília. É de grátis, no Museu da República.

– Uma dose do colírio Anticorpos – a exposição dos irmãos Fernando & Humberto Campana, unanimidades internacionais em design. É no CCBB, com entrada franca.

– Na quinta, tem também shows de Avril Lavigne e de Dionne Warwick na cidade. Brasília nunca esteve tão internacional, em eventos simultâneos. Se isso é estar numa pior, pôhãn, o que é que quer dizer estar bem, né? (mode Luísa Marillac off).

E eu, em Altamira… hahaha. Até a volta! Quarta, está garantida a coluna Musicoterapia, ok?

Receituário: patos, porões e Pedros…

foto: divulgação Pato Fu

foto: divulgação Pato Fu

A sequência é do PPP, mas mais parece BBB: bom, bonito e barato. Esta é a semana da capital, que reúne um creme brulèe de coisas interessantes e bem diversas pra quem gosta de boa música, arte e literatura. Saca só:

– Psicoestimulante: Pedro Almodóvar. O CCBB (só podia) faz mostra de filmes do diretor espanhol. “El Deseo – O apaixonante cinema de Pedro Almodóvar” começa amanhã (26) e vai até 14 de agosto. Por isso, como são muitas emoções muitos horários, melhor você acessar www.bb.com.br/cultura e escolher o que mais lhe agrada.

– Musicoterápicos: Porão do Rock. É na sexta e no sábado, no estacionamento do Nilson Nelson, com Raimundos, Dead Fish, Cidadão Instigado, Hamilton de Holanda, Ratos de Porão e outras coisas mais. É a partir das 19h, com entrada franca. Ou melhor, o ingresso é 1 kg de alimento. Acesse: www.poraodorock.com.br

– Homeopáticos: Pato Fu. É 0800, no Parque da Cidade, domingo às 17h. No repertório, o som do CD Música de Brinquedo. Eu amo.

– Pílulas: Tulipa Ruiz. Ela promete não jogar brocal dourado em ninguém, no bate-papo de amanhã, às 19h30, na Cultura do Iguatemi. Mas pode ser que fique mais pianinho com as coisas que ela gosta e que sabe que são efêmeras. Não entendeu nada? Ouça o CD, e vá amanhã lá, pois é 0800.

– Colírios: Titanic. Uma mega exposição está em cartaz no Park Shopping, sobre a fascinante história do meganavio que afundou em sua viagem inaugural, no início do século passado. Acesse: www.titanicaexposicao.com.br

Receituário: clássicos e contemporâneos

Plínio Marcos - foto: Ary Brandi

Plínio Marcos - foto: Ary Brandi

A partir deste minuto, o blog retoma o Receituário Semanal. Não era por marasmo ou desinteresse que a sessão de segunda-feira estava inativa há quase um mês, mas porque minhas segundas estiveram atípicas nesses últimos tempos. Feitas as justificativas, vamos ao que interessa, que é a programação cultural da cidade pra semana:

– PSICOESTIMULANTES: são as obras de Plínio Marcos, isso é fato. No finado Teatro Oficina do Perdiz, uns três anos atrás mais ou menos, houve uma temporada da peça “Diário do Maldito”, uma biografia cênica do cara – eu jamais esqueci desse espetáculo. O meu conterrâneo (nasceu em Santos/SP) poeta marginal que mimeografava os próprios livros e teve atividade profusa no período da ditadura militar, agora, é revisitado pelo projeto Mitos do Teatro Brasileiro. Em cena, J. Abreu e João Paulo Oliveira, com texto de Sérgio Maggio e depoimentos de Emiliano Queiroz e Nelson Xavier. É amanhã, no CCBB, às 10h. Entrada a 0800.

– MUSICOTERÁPICOS: o maluco-beleza do Hermeto Pascoal vem à cidade, fazer show e dar oficina de música no Teatro Oi Brasília, essa semana. A oficina é na sexta, das 18h às 19h, e custa R$30. No sábado, às 21h, ele faz show ao lado da esposa, Aline Morena. O ingresso custa R$50 e R$25 (meia). Também tem o mix Ana Cañas, Paulinho Moska e a cantora chilena Francisca Valenzuela, pelo encerramento do projeto Soy loco por ti, America. É no CCBB, com entrada de R$15 e R$7,50 (meia), de sexta a domingo.

– PÍLULAS: zero-zero. É o lançamento da coletânea Geração zero zero, de Nelson de Oliveira, reunindo 21 contos com o melhor da literatura destes anos 2000. Café com Letras, amanhã, às 20h. Entrada franca.

– DROPS: rock’n roll. Sim, Brasília ainda é a capital do rock, e é o que prova o Cult 22 Bar com o Festival Caça Bandas. Nesta quarta, passam pelo festival as bandas Grão da Terra e Esquinas. É a partir das 21h, no CA 07, antigo Landscape. Entrada a R$10 e R$5 (meia).

– DROPS: rock’n roll². Porque a quarta-feira virou o dia do rock em Brasília, parece. O Homem da Marreta promove, pelo projeto “Capital do Rock”, nesta quarta às 22h, um Tributo a Led Zeppelin. Quem faz o tributo é a banda Four Sticks, e o som rola até 2h da madruga na cervejaria Stadt Bier, no Setor Gráfico. Entra de graça quem mandar e-mail pra capitaldorock@gmail.com até 17h de quarta. Quem não mandar, paga R$10 se for menina e R$15, se for menino.

Beijo, me liga.