Fome da Quebrada: documentário retrata carestia em favelas paulistas por causa da covid-19

Conheça a líder comunitária Pretta, do Jardim Ibirapuera – comunidade que é formada por Favela da Felicidade, Erundina, Pinhal Velho, São Francisco de Assis e Macedônia, em São Paulo. Neste local, a escassez de alimentos levou 4,2 mil moradores a dependerem de doações para sobreviverem

Ninguém nunca veio me pedir um quilo de carne. Querem arroz e feijão. O básico.

Pretta, líder comunitária

A Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional calcula que, em 2020, a fome chegou a 19 milhões de pessoas no país. Pegue a imagem que você tem da cidade de São Paulo na sua mente e imagine que cada uma das pessoas que aparecem nessa imagem esteja passando fome. Pois a maior cidade do país tem 11 milhões de pessoas. Ou seja, é quase como se o dobro da capital paulista estivesse faminta.

Em “A Fome da Quebrada”, o produtor cultural Rick Lima busca mostrar o drama que é depender de doações. Isso veio na rotina da líder comunitária Pretta, a Ivanete Frederico de Almeida, que vive no local e atua liderando a comunidade há 18 anos.

Todo dia, chegam pessoas me pedindo doações e eu tô muito preocupada. A minha esperança é as pessoas compartilharem esse documentário pra que chegue nas autoridades, no poder público, e nas pessoas que podem ajudar, pra que cheguem as doações pra matar a fome do meu povo”

Pretta

A família de Rick Lima também foi impactada: ele perdeu o emprego no começo do ano passado e, ao observar as dificuldades de casa e dos próprios vizinhos, decidiu registrar o dia a dia da fome na periferia.

Nós, hoje, só temos doações de pessoas físicas. A intenção é levar a realidade da favela pro Brasil, porque muita gente não conhece a dificuldade, a fome e o avanço da pandemia, aqui, dentro da comunidade”

Rick Lima, realizador do documentário

Com o avanço da fome durante a pandemia, uma iniciativa criada foi um fogão à lenha comunitário, em que os moradores se revezam para preparar do café da manhã ao jantar.

Assista

O documentário está disponível no Youtube e você pode ver:

Você pode doar

O maior objetivo do documentário é este: arrecadar mais doações. É claro que é mais, é conscientizar sobre o problema como um todo, mas como dizia Betinho: quem tem fome, tem pressa.

  • Email: afomedaquebradadoc@gmail.com
  • Instagram oficial: @afomedaquebradado

Foto: Stanislau_V / Divulgação


Me siga nas redes sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s