Ouça: Solstício de Inverno, do Tripa Seca

Banda que não gosta de ser chamada de banda e sim de projeto, mas é bem mais que um projeto. Por isso, lança clipe e som ideais pra você curtir neste minuto

Parece que faz 10 anos, mas 2019 foi tipo ontem e naquela época a gente não usava máscara. O ano tava puxado, já que tinha começado o mandato do inominável, mas como nem tudo é ruim nessa vida, quatro caras vindos de vários grupos importantes do Rio lançaram o primeiro disco do Tripa Seca. À época saiu uma matéria sobre eles na Revista Arte Brasileira falando sobre o álbum e destacando que eles rejeitavam a ideia de serem uma banda, e que seriam um projeto.

Esperando ansiosamente que essa ideia já tenha se passado, porque só serve pra complicar a nossa vida (essa coisa é tão casal em início de namoro, quando dizem que “não queremos chamar de namoro”, quando tá mais que claro que é uma caceta de um namoro, gente), a banda (ah, caras, vocês que me perdoem mas não dá pra ficar escrevendo sobre vocês chamando vocês de projeto, pelo amor) acaba de lançar uma música nova.

Guta Stresser

Destaque-se que Guta fez produção, imagens e assistência de direção deste clipe. Destaque-se sim, porque eu vi hoje mesmo um thumb de um vídeo no Youtube com a cara dela, e o título do vídeo era: “atores da Globo que desapareceram”. Taí, curiosos. Fazendo coisas lindas como este clipe. Guta é casada com um dos caras da banda, o André, cuja alcunha é Nervoso. Tudo a ver: Stresser & Nervoso, <3

Voltando à BANDA

Então, a banda é formada por Marcelo Callado, Renato Martins, André Paixão (Nervoso) e Melvin Ribeiro. Que são provenientes de bandas como Acabou La Tequila, Lafayette & Os Tremendões, Banda Cê (do Caetano Veloso), Do Amor, Canastra e Carbona. Que se juntaram e formaram a Tripa Seca em 2015, e agora chegam a este meio de 2021 com um clipe na praia de Grumari e uma canção de pegada folk e caribenha – o cubano René Ferrer divide os vocais com eles, e também há a participação de Ramses Toy na percussão.

Assista:

Eu adoro plano sequência. Plano sequência é quando você dá REC na câmera e sai gravando, sem cortes – como os clipes “Bebendo Vinho”, do Ira! e “My Hero”, do Foo Fighters. E esse clipe já diz que é plano sequência logo no título, também marcando que seria numa praia. Daí me deu um certo: hm, deixa eu ver isso então… E ficou foda!

A razão pra curiosidade foi o fato de uma praia não oferecer lá grandes diferenças de cenários. Aí, entrou uma visão caprichada sobre o tema da canção, o solstício de inverno (ou seja, o primeiro dia do inverno, que no hemisfério sul começa no final de junho): a câmera passeia pela banda, pelo sol perto do morro, pelo céu azulão aberto e pelos jogos de luz e contraluz que ambientes abertões proporcionam.

Vi três vezes seguidas. Ouvirei mais. Lancem mais coisas, Tripa Seca!

imagem: Reprodução / clipe Solstício de Inverno


Me siga nas redes sociais!

Um comentário sobre “Ouça: Solstício de Inverno, do Tripa Seca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s