Ouça “Encontrar”: novo disco de Murilo Silvestrim

Ele escreve coisas bonitas como: “Encontrar é caminho. Um caminho de volta e um de ida, juntos. Encontrar é um caminho em espiral. Um espelho sem face, liquefeito sobre nós como um manto. Pássaro de pedra preciosa alado e entalhado nos nossos sonhos. Encontrar é o regresso da memória ao oceano do tempo. Mas também é não se perder e se perder, juntos. Soar e fazer silêncio. Mudar”. Se é bom de ler, imagina ouvir?

O que músicos contemporâneos tem em comum? A rejeição às caixinhas. Não conseguimos dizer que Murilo Silvestrim é um cantor de música pop, ou de MPB, porque classificar o som é difícil. E é bobagem querer isso também, se melhor do que ler sobre é escutar propriamente dito. O disco se chama “Encontrar”, mas poderia muito bem se chamar “mergulhar” – tão calmo e convidativo à contemplação e ao silêncio quanto um mergulho em águas tranquilas.

Diz o texto de divulgação do álbum que, temos aqui, a proposta de “uma jornada de autoconhecimento” e que “este novo álbum mergulha sem medo de se aprofundar. Ora literal, ora atmosférico e metafórico, ‘Encontrar’ é um novo passo musical e lírico para o cantor, compositor e multi instrumentista paranaense”. Viu só? Faz sentido perceber mergulhos nessas canções. A terceira faixa do disco já tem clipe, olha só:

O clipe segue o tom poético de todo o disco, e teve como inspiração a obra de Manoel de Barros.

Mesmo sabendo que as tendências de mercado vão muito mais no sentido dos singles hoje em dia, para mim é muito importante organizar minhas ideias, referências e inspirações nesse álbum. Para além do alcance mercadológico, eu o vejo como um auto-retrato sonoro, como um portal de memória e espírito para o meu caminho musical nesse planeta. Agora chegando perto dos meus 30 anos, percebo que muitas coisas mudam, muitas considerações novas acontecem, e consigo ver o elo desse álbum me acompanhando em cada questionamento e reflexão importante”

Murilo Silvestrim
O artista

Murilo Silvestrim começou a compor cedo e é graduado em Música Popular e em Produção de Áudio e Vídeo. Lançou o disco “Prisma” em 2016; circulou pelo Brasil tocando pelo projeto Dandô – Circuito de Música Dércio Marques. Lançou o livro de poesias “Viagem Ao Início das Coisas” no final de 2018 pela editora Medusa. O segundo disco, “Encontrar”, é o resultado de um processo que durou mais de três anos.

Encontrar foi pensado como um segundo passo. Um disco menos constante, por assim dizer. Um barquinho que cruzou as ondas, venceu o esforço extenuante do quebra-mar e agora navega por seus próprios meios. O oceano é vasto, e a viagem é cansativa. Por isso, ele vai parando em pequenas e encantadoras ilhas. Cada uma tem um som diferente, uma história pra contar. Um sentimento e um fluxo de energia que emana”

O álbum está disponível nas principais plataformas de música. Olha que capa lindona, da artista Catarina Gushiken:

Ouça “Encontrar”:

Foto: Walter Thoms / Divulgação


Me siga nas redes sociais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s