Matheus Vinhal lança recriação de Geraldo Azevedo na Casacájá

Artista sonoro vi~nau lança recriação de Geraldo Azevedo em noite de música experimental

O ambiente sertanejo e nostálgico de “Suíte Correnteza”, fonograma de 1977 de Geraldo Azevedo formado pelas canções “Caravana”, “Talismã” e “Barcarola do São Francisco”, é recriado por vi~nau em uma turbulenta viagem sonora. Em seu novo projeto solo, o produtor musical e artista sonoro candango Matheus Vinhal lança “Correnteza” em uma noite de música experimental na Casacájá – eu ainda farei um post sobre este lugar que nem conheço e já curto pakas. A programação, que contará também com Malena Stefano e Drendiela, começará às 17h com ingressos variando entre R$ 5 e R$ 10.

O eveinto no Face tá neste linkster:https://www.facebook.com/events/391547104773688/

Com um trabalho voltado para a música de vanguarda, Vinhal já se apresentou em cidades como Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Em sua nova encarnação artística – vi~nau – ele se prepara para uma ousada releitura da MPB com o álbum “Correnteza”. Além da produção do disco, vi~nau realiza as programações de samples, concepção e composição dos temas.

Em sua carreira musical, Vinhal é também criador do projeto Cigarras. O coletivo de improviso sonoro de Brasília ganhou destaque internacional através da Wire, importante revista britânica de música e práticas sonoras experimentais, que incluiu uma faixa em destaque na edição de janeiro da publicação. Além disso, o coletivo conta com outra composição na edição mais recente da coletânea Below the Radar, organizada pela revista.

Matheus Vinhal também faz parte de outros grupos de improviso sonoro como Escória do Basalto, V ÃO e Muito Nasty, e atua como produtor musical, tendo mixado, por exemplo, o primeiro disco da Escória do Basalto, além de faixas para a canadense Arielle e o jordaniano Omran. Em “Correnteza”, ele decanta os temas e sons presentes na canção original, atravessando o ambiente sertanejo da música de Geraldo Azevedo em uma viagem sonora que por vezes parece aludir ao movimento dos barcos ou à fluidez dos rios e cachoeiras.

Já Drendiela é uma artista mineira que cresceu em Brasília. Juntando a paixão por música e por descobrir coisas novas, após afastar-se da cena do trance, ela inicia-se na música eletrônica com baixos BPMs e novas pesquisas musicais nos gêneros downtempo, ambient e experimental. Drendiela passou a produzir suas próprias músicas de uma maneira intuitiva e descontraída, buscando criar uma atmosfera sensorial, cinematográfica e sinestésica. Completa a noite a artista sonora Malena Stefano. Ela é cantora, compositora e cineasta e lançou dois EPs e seu álbum de estreia “Sentimental” no ano passado.

A Casacájá fica na Rua dos Eucaliptos, Casa 7 – Granja do Torto.

SERVIÇO

Vi~nau lança “Correnteza”
Data: 28/04/2019 (domingo)
Horário: 17h
Local: Casacájá
Endereço: Rua dos Eucaliptos, Casa 7 – Granja do Torto – Brasília – DF
Preço: R$ 5/ R$ 10 (Ingresso colaborativo)
Classificação: Livre

Anúncios