Os motivos que faltavam

Taigo Meireles, por FoodCultura, no Flickr

Eu confesso que, até chegar ao 20º motivo cultural para amar Brasília, tinha sérios receios se conseguiria chegar ao fim. Bobagem, sobrou motivo! Sobrou mesmo. Sobrou Criolina, sobrou Funfarra e Makossa, sobrou Dhi Ribeiro, Célia Porto, Rênio Quintas, sobrou… Como sobrou! Mas é isso. Às vésperas do aniversário de Brasília, cá estamos com os últimos motivos dessa lista.

46 – Quermesse do Templo Budista. Deixa a cidade com ar cosmopolita, com tudo o que é gente interessada em intercambiar cultura. Boa comida, boas atrações.

47 – Porão do Rock. Há muitos puristas de plantão pra teorizar sobre o Porão. Falam de perda de essência, de excessos, de ingresso caro… O fato é que o evento é um marco para o rock da cidade.

48 – Taigo Meireles. Grande artista plástico que alcançou o sucesso ainda jovem e o reconhecimento que muito artista só conseguiu post-mortem.

49 – Pé de Cerrado. Por fazer uma mistura gostosa de sons e culturas e ficar bom. Uma vez, entrevistando eles, eles disseram que fazem “música tupiniquim universal” e que são um grupo de pesquisa da cultura brasileira. São mesmo.

50 – Liga Tripa. Pelos mais de 30 anos de história de contínua interferência na arte brasiliense. Certamente o som mais Brasília de Brasília.

51 – Oscar Niemeyer. Precisa explicar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s