Vagalumes na sala de projeção

imagem: internet

Antônio Trindade

A Segunda Gerra Mundial é um tema recorrente no cinema. Poucos filmes, no entanto, oferecem uma visão diferente do conflito. Nesse aspecto, o anime Hotaru no Haka (Túmulo dos vagalumes), de Isao Takahata, brilha diante da maioria das películas hollywoodianas.

Obra do Estúdio Ghibli, que também assina ótimas produções como A Viagem de Chihiro e o Castelo Animado, o Túmulo dos Vagalumes mostra a história dos irmãos Seita e Setsuko no final da Segunda Guerra. Seita e sua irmã mais nova vivem com a mãe e esperam pelo retorno do pai, convocado para lutar contra os americanos.

O Túmulo dos vagalumes é essencialmente uma história de amadurecimento. No pós-guerra, os japoneses ficaram entregues à própria sorte. A fome era uma inimigo que ainda perturbava a população. O egoísmo e a indiferença eram dois sentimentos recorrentes. E Seita e Setsuko precisam enfrentar tudo isso e continuar vivendo, mesmo que o futuro não pareça muito melhor.

Bom, não vou contar aqui nada da história desse excelente filme, é melhor deixar para o telespectador se surpreender com essa história cheia de sentimentos e valores humanos. Vou dedicar esse texto ao melhor do Túmulo dos Vagalumes: a relação dos dois irmãos.

Mesmo sendo uma história triste, Seita e Setsuko esbanjam carisma. A caracterização é impressionante. Seita, o irmão mais velho, se sente responsável por Setsuko e tenta esconder os horrores da guerra e vê-la feliz.

Os dois foram obrigados a amadurecer antes do tempo, mas não esquecem que são crianças e fazem de tudo para encontrar alegria nas menores coisas, como um banho de mar ou observando vagalumes à noite. Apesar de serem desenhos, eles conseguem ser mais críveis que muitos filmes com atores de carne e osso.

A animação é outro ponto alto. Mesmo sendo um filme de 1988, o visual beira à perfeição, tamanho é o detalhismo dos cenários e das personagens. Não há uma única cena de computação gráfica. Tudo é desenhado à mão, o que torna o filme ainda mais impressionante.

Hotaru no Haka é um filme maravilhoso, que estranhamente continua inédito no Brasil. Culpa, talvez, do preconceito de que anime é coisa para crianças. Quem deixar isso de lado, com certeza, irá se deliciar com uma das melhores produções da terra do sol nascente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s