Começa o encontro na Chapada!

Plantão de fim de semana tem seus bônus. Um deles é poder atualizar o Drops. O ônus é que, na pressa, a prática do control+c, control+v fica inevitável. Por isso, mando reportagem que acabo de escrever para a Agência Brasil – que não tem nada a ver com o estilo do blog, mas está valendo para não deixá-lo defasado… Lá vai:

Mais de cinco mil pessoas devem visitar a vila de São Jorge, no município de Alto Paraíso de Goiás (GO), de hoje (19) até o dia 2 de agosto. Logo mais, às 16h, tem início o 8º Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros, um dos mais importantes eventos culturais do Centro-Oeste.

A organização destaca a presença dos povos indígenas como a grande atração do encontro – a primeira semana é dedicada exclusivamente a eles e chamada de Aldeia Multiétnica. Ao todo, 17 etnias indígenas, de diversas regiões do Brasil, estarão num espaço a cinco quilômetros do povoado de São Jorge, chamado Aldeia da Lua.

Realizar um encontro que valorize as culturas tradicionais – além dos povos indígenas, grupos de congada, catira, curraleira e músicas ligadas à folia do Divino, típicas da região – foi uma iniciativa que partiu do presidente da associação de moradores da vila de São Jorge, Juliano Basso, hoje coordenador do evento.

“A idéia do evento Nasceu dentro do centro cultural Cavaleiros de São Jorge e tomou corpo na associação [de moradores]. E partiu de um grupo de amigos que decidiu morar aqui para trabalhar com uma parte mais humana, com a cultura, então nos reunimos e decidimos fazer esse projeto e correr atrás”, conta Basso.

Por causa do aumento do número de pessoas na vila, Basso conta que os moradores aproveitam o período para reforçar o orçamento doméstico. Segundo ele, todas as pousadas, campings e casas que oferecem aluguel de dormitórios já estão lotadas.

“Todos esperam o ano inteiro por esse momento, que é quando todo mundo pode melhorar efetivamente sua renda. Todas as casas [disponíveis] estão alugadas, todos os restaurantes vendem muito, montamos uma feira de alimentação e abrimos a oportunidade de as pessoas venderem comidas típicas da região”, enumera.

Além das atrações culturais, estão programadas Rodas de Prosa, que servem, de acordo com o coordenador, como um fórum de culturas populares, e uma Feira de Oportunidades Sustentáveis, dedicada à venda de artesanatos – ela está montada, não por coincidência, na Praça do Artesão. Também estão programadas oficinas durante todo o encontro e uma mostra de filmes sobre cultura popular.

Do caralho, né? Nunca fui, mas tentaremos ir… Para acessar o site oficial do evento, clique aqui.

*As fotos são da Elza Fiúza (Agência Brasil), que cobriu os primeiros 5 encontros e nos disponibilizou dois momentos captados pelas lentes dela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s