Fronteiras, de Santiago Serrano


Começo este texto agradecendo a atenção que a produtora Nalva Sysnandes deu ao Drops Culturais. Ela pôde perceber que nosso objetivo é mostrar ao povo brasiliense e que aqui, em Brasília, também há arte. Ao longo das coberturas, Drops irá mostrar essa arte com olhar diferente – bem além de uma simples divulgação de evento.

Nalva Sysnandes é produtora do espetáculo Fronteiras que entrou em cartaz ontem, dia 10, e vai até o dia 27 de julho. A peça tem texto originalmente escrito em espanhol e ganha sua primeira encenação no Brasil e em língua portuguesa. A direção é de Guilherme Reis, que reuniu dois dos mais conceituados atores de Brasília: Chico Sant’Anna e Sérgio Fidalgo. Em cena, os dois indivíduos aguardam para atravessar uma fronteira invisível. Eles não se conhecem e, a princípio, também não se entendem. Aos poucos, vão se revelando, trocando experiências, narrativas e, muitas vezes, identidades. Num clima que lembra, em alguns momentos, o mestre do absurdo Samuel Beckett em Esperando Godot e, em outros, as desventuras de Dom Quixote e Sancho Pança, de Cervantes, o dramaturgo Santiago Serrano faz seus personagens esperarem infinitamente.

Fronteiras teve uma curta temporada de sucesso no Espaço Cena e voltou em cartaz no Teatro Goldoni – Casa d’Itália. Sempre de quinta-feira a sábado, às 21h e no domingo às 20h. Os ingressos são R$20 e R$10 (meia).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s